07 nov

Bulimia

Embora seja semelhante à anorexia, os episódios de bulimia se caracterizam por uma alimentação compulsiva acompanhada posteriormente de um método compensatório.

As pessoas que sofrem deste mal têm um peso normal, mas sempre se vê com excesso e também se veem diferentes das outras pessoas por conta de um determinado “padrão de beleza” que elas acreditam existir. Vivem em uma rotina de sofrimento e são prisioneiros da ansiedade. Alguns, por exemplo, para alcançar o alívio e o relaxamento fugindo da realidade chegam a abusar do álcool. Isso pode ser o início de um círculo vicioso. Já outros, alegam não gostar de sentir a comida no estômago. É aí que o vômito proposital ganha a cena e se torna um hábito. O excesso de alimento consumido causa desgosto por si mesmo e logo a pessoa corre ao banheiro buscando pôr o alimento para fora.

O fato da pessoa constantemente (diariamente) provocar o vômito principalmente pela estimulação manual da glote pode levar a uma perda do esmalte dentário além de aumentar a frequência de cáries.

Um outro meio comum de pôr o alimento para fora é usando o laxante. Porém, o abuso pode causar dependência. E o que mais assusta é que tanto para a indução de vômito e para o uso do laxante existem algumas graves complicações: rupturas do esôfago, ruptura gástrica e arritmia cardíaca.

A maioria das pessoas que passam por episódios de bulimia são mulheres adolescentes e adultas e a taxa de acontecimento com homens é bem inferior, embora aconteça também e mereça o mesmo cuidado e atenção.

A causa exata da bulimia é desconhecida, mas o fator psicológico pode contribuir para o seu desenvolvimento e as consequências psíquicas do comportamento são devastadoras: automutilação, suicídio e autoestima rebaixada. Sendo assim, está óbvio que quem padece desse mal necessita urgentemente de auxílio rápido, não podendo se dar ao luxo de submeter-se inicialmente a terapias longas que podem levar meses ou anos, tampouco viver refém de medicamentos fortes prescritos na psiquiatria.  Através da hipnoterapia pode ser feita uma investigação no subconsciente e constatar a causa específica que desencadeou a bulimia naquela pessoa. Depois disso, tudo ganha um novo significado, o resultado pode ser surpreendente, e por fim há uma enorme possibilidade de vida nova! É importante ressaltar que o acompanhamento de um médico e um nutricionista se faz necessário, não se esqueça disso.

error: Conteúdo protegido!
× Fale comigo pelo whatsapp!